11.1.17

Microphone-Unsplash.jpg

Foto: Microphone - Unsplash

 

Chegado aqui, com tanta coisa vista, feita, falhada, falada, ouvida, repetida…, chegado aqui, como dizia o outro, o que fazer? Nada? Está tudo feito, dito, visto? Entrámos em modo permanente de déjà vu?

Com tantos amores e desamores, com inícios e fins, esperanças e desesperos, repetidamente tanto que era e agora já não é, expetativas e desilusões, com a memória tão preenchida, como é que posso ser ingénuo (também é bom), intuir além de deduzir? Como estar disponível para me iludir, entusiasmar-me? Ainda posso improvisar?

 

Felizmente a memória falha, mesmo somando a consciente com a, digamos, inconsciente. A sabedoria acumulada pela experiência está lá (cá), mas deixa lugar à inovação, ao entusiasmo repetido e renovado, à recriação.

Nunca nada é absolutamente igual, as circunstâncias não se repetem (mesmo que tal fosse possível, eu próprio já estou diferente, noutro “sítio”, com outro enfoque, outro olhar). A experiência enquadra-nos, põe-nos em perspetiva, permite-nos perceber o que foi e estar desperto e mais aberto e disponível para o que há de novo.

 

Humano que sou, experiente de anos passados e vividos que sou, tenho assim o privilégio de melhor poder improvisar, inovar, criar de acordo com as circunstâncias, o momento! Adaptar o modo.

Mesmo quando estamos reduzidos a algo quase que meramente mecânico, há que fazer: 1, 2, 3 – Experiência!

Uma e outra vez. Sempre!

Nada está adquirido, totalmente.

 

Jorge Saraiva

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Janeiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
17
19
21

22
24
25
26
28

29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: