20.11.12

 

Durante muito tempo me impressionei com a falta de cidadania das pessoas. Pareciam não perceber que viviam em uma cidade, em um país e tinham seus direitos, assim como seus deveres. Mesmo assim ignoravam as regras, burlavam o sistema, davam risada da lei.

Pelo menos aqui no Brasil a ideia de cidadania é bem distante. Pessoas depredam o património público como se não fossem pagar por isso depois, fazem pouco caso da corrupção na política e não se mexem para mudar os políticos, assim como se eles governassem uma cidade e as pessoas vivessem em outra.

Com o tempo percebi algumas coisas da alma humana. Muitos abandonam seus deveres e esquecem seus direitos, mas é porque já fizeram isso com sua pessoa.

Cansados de muitas coisas, muita gente se limita a viver, a cumprir o mínimo e não pensar em nada.

Aqui em Brasil o povo vive enforcado com os impostos, temos um dos piores sistemas de transporte público e as pessoas moram longe de seus trabalhos. Saem cedo, perdem horas em um trânsito maluco, ganham pouco e o Estado vive ausente, não comparece com boas escolas ou hospitais. É mesmo complicado pedir às pessoas que cheguem em casa depois de horas de trabalho e apertadas nos ônibus e saiam às ruas para reclamar da corrupção e desvio de verbas.

Mal temos tempo para nós, como então ter para um Estado distante e que nos ignora? Tantas coisas fomos obrigados a abandonar no meio do caminho, tantas coisas adiamos por preguiça ou má vontade, como então sair a protestar?
Não é que não exista cidadania, é que muitos andam exaustos, tentando calar sua alma, tranquilizar um pouco o coração e não sobra o tempo que se necessita para as mudanças.

E assim se empurra a vida, o Estado se aproveita, porque continua recebendo seus impostos e nada de reclamações, as pessoas tentam viver da melhor maneira possível, mesmo que isso seja muitas vezes uma vida difícil e lenta.

Antes de pensar na cidadania é importante pensar em quem somos, assim saberemos então que somos além de uma alma, um cidadão, que deve ter noção de seus deveres e seus direitos.

Não se vive em uma cidade à base de deveres, temos nossos direitos, apesar do Estado fazer de tudo para evitar cumprir sua parte, mas devemos exigir, porque não estão nos fazendo nenhum favor.

É tenso pensar que às vezes é tão difícil sair da cama, empurrar a alma para mais um dia e além de tudo temos que lutar pelos nossos direitos, mas o que podemos fazer? Ninguém fará isso por nós, está em nossas mãos mudar a nossa vida para melhor, parece cansativo e é, mas não temos outra saída além de lutar pelo que é nosso.

 

Iara De Dupont (articulista convidada)


Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 21:05  Comentar

Maputo | Moçambique

 pessoa(s) ligada(s)

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Articulistas

> Alexandra Vaz (PT)

> Ana Martins (PT)

> Cidália Carvalho (PT)

> Ermelinda Macedo (PT)

> Fernando Couto (PT)

> Fernando Lima (PT)

> Jorge Saraiva (PT)

> José Azevedo (PT)

> Leticia Silva (PT)

> Rui Duarte (PT)

> Sandra Pinto (PT)

> Sandra Sousa (PT)

> Sara Almeida (PT)

> Sónia Abrantes (PT)

> Tayhta Visinho (PT)

> Teresa Teixeira (PT)

Novembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
17

18
19
21
22
24

25
26
28
29


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Parabéns Ana Martins, uma abordagem bastante suges...
Obrigado Denise, embora sinta que tenha sido basta...
Muito bom !Explicou exactamente o que eu penso!!!
Concordo plenamente caro Dr. Sendi, o facto é que ...
Gostei muito do artigo .Estou plenamente de acordo...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: