26.11.13

 

Liberdade é uma palavra que todos conhecem. Nos livros ela aparece constantemente e nossos olhos passam por ela sem prestar muita atenção, ela está ali, apenas isso.

Mas se um dia se perde a liberdade, o significado dela muda de uma maneira brusca e assustadora. Sem a liberdade percebemos que não temos nem ar, não conseguimos nem respirar, falta oxigênio no planeta, no sangue.

Não existe nada mais precioso do que a liberdade, mas só quem perdeu ela, sabe da dor que se carrega, tudo perde sentido, nada mais parece estar em seu lugar e sem a liberdade nós nem existimos.

Quando deixamos de ser livres nossas vidas perdem o rumo e o sentido, então conseguimos ver que não somos nada sem liberdade, ela é o centro da existência e sem ela perdemos o chão.

E o que fazer quando se perde a liberdade? Nada. Talvez esperar que ela volte e a vida recomece, fora isso não há o que fazer e a alma sabe disso, sem liberdade ela seca em questão de segundos.

Liberdade no papel é uma coisa poética, na falta dela a pele congela.

E não prestamos atenção nisso, pensamos que nossa liberdade já foi conquistada e será assim para sempre, acreditamos que temos ela ao nascer e vamos morrer assim. Mas tudo muda e às vezes a liberdade pula do papel, onde é perfeita e avança em nossas vidas, arrancando tudo do lugar. Nesse momento entendemos o outro significado dela, sem a liberdade não temos ar e sem isso não temos vida, parece que tudo termina ali. E só nos resta rezar.

 

Iara De Dupont


Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 10:00  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
16

17
18
20
21
23

24
25
27
28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: