29.5.09


 

O diálogo entre pais e filhos reveste-se de singularidades que o tornam tão difícil quanto importante. Abundam os textos sobre as dificuldades e responsabilidades na perspectiva dos pais. Mais difícil se torna encontrar reflexões centradas no papel a desempenhar pelos filhos, como se as dificuldades e responsabilidades existissem apenas para com a geração seguinte. O peso excessivo que por vezes é colocado nos pais, só aparentemente os pune e responsabiliza em demasia. Na verdade, essa perspectiva unilateral torna-se de tal modo pesada, que leva a que muitos pais a interiorizem como inatingível.

A co-responsabilização no estabelecimento e manutenção do diálogo deve constar, à partida, das regras elementares que enformarão todo o relacionamento. Só assim se estabelecerá uma relação equilibrada e sadia, estruturante para o desenvolvimento responsável dos filhos e determinante para que o diálogo aconteça e se mantenha.

 

O desenvolvimento harmonioso e completo dos filhos é uma das responsabilidades mais importantes dos pais. A manutenção do diálogo é certamente uma das armas mais eficazes para se alcançar esse objectivo. Todos nós conhecemos exemplos de filhos emocionalmente afectados pela ausência de diálogo com os pais. Mas serão menos numerosos, ou menos relevantes, os casos de pais que sofrem pelo mesmo motivo? O equilíbrio emocional da família só se conseguirá, se ambas as partes assumirem as suas responsabilidades, empenhando-se para que o verdadeiro diálogo aconteça.

 

José Quelhas Lima

 
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 13:40  Comentar

Maputo | Moçambique

 pessoa(s) ligada(s)

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Articulistas

> Alexandra Vaz (PT)

> Ana Martins (PT)

> Cidália Carvalho (PT)

> Ermelinda Macedo (PT)

> Fernando Couto (PT)

> Fernando Lima (PT)

> Jorge Saraiva (PT)

> José Azevedo (PT)

> Leticia Silva (PT)

> Rui Duarte (PT)

> Sandra Pinto (PT)

> Sandra Sousa (PT)

> Sara Almeida (PT)

> Sara Silva (PT)

> Sónia Abrantes (PT)

> Tayhta Visinho (PT)

> Teresa Teixeira (PT)

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
16

17
18
20
21
22

25
27
28
30

31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Parabéns Ana Martins, uma abordagem bastante suges...
Obrigado Denise, embora sinta que tenha sido basta...
Muito bom !Explicou exactamente o que eu penso!!!
Concordo plenamente caro Dr. Sendi, o facto é que ...
Gostei muito do artigo .Estou plenamente de acordo...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: