10.11.17

Blind - George Hodan.jpg

Foto: Blind - George Hodan

 

Deficiente é aquele ser incompleto, falho, a quem falta algo. Assim está no dicionário. Mas há que se pensar se nós, seres humanos, não somos por essência seres incompletos?

Na nossa sociedade é fácil reconhecer um deficiente por alguma característica física. Aquele que não pode se mover sem auxílio de uma cadeira de rodas, outro que segue seu caminho a tatear as ruas com um instrumento por não possuir o dom da visão. Algumas deficiências são explícitas, não há como se camuflar. Quem as possui tem que encarar as dificuldades impostas pela limitação física, além dos olhares de piedade das pessoas que andam pelas ruas, todos os dias.

No entanto, cada vez mais podemos observar histórias de pessoas incríveis que não aceitaram as limitações impostas pela sua condição física e vivem a vida da forma mais intensa possível. Desafiam os limites impostos pela medicina e pela sociedade e vivem suas vidas de forma intensa e inspiradora.

 

Por outro lado, há tantos outros deficientes que circulam na rua, mas não carregam no corpo de forma evidente a sua deficiência.

A falta de amor ao próximo é uma deficiência. A ignorância é uma deficiência. O preconceito é uma deficiência. A falta de humildade é uma deficiência. A falta de caráter é uma deficiência. A soberba é uma deficiência. Deficiências que não podemos notar só de olhar para a cara de um sujeito que, na verdade, pode parecer um ser impecável. Pode até ter um bom corpo vestido num bom fato. Mas tem a sua alma deficiente, deformada, degenerada. Como já dizia o ditado popular: “O pior cego é aquele que não quer enxergar”.

 

Leticia Silva

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 07:30  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

>Alexandra Vaz

>Ana Martins

>Cidália Carvalho

>Ermelinda Macedo

>Fernando Couto

>Jorge Saraiva

>José Azevedo

>Leticia Silva

>Maria João Enes

>Rui Duarte

>Sandra Pinto

>Sandra Sousa

>Sara Almeida

>Sara Silva

>Sónia Abrantes

>Teresa Teixeira

Novembro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
16
18

19
21
23
25

26
28
29
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: