25.9.09

 


 


Rir…


Rir à gargalhada, rir até perder o fôlego.

Deixarmo-nos invadir por um dos melhores remédios - rir: até chorar, até deixar de sentir os músculos, até perder a noção do ridículo!

Sentir todo o corpo a dançar ao som das melodiosas e infindáveis gargalhadas! Deixar as endorfinas invadir a nossa mente e ficarmos completamente inebriados.

Rir de nós próprios, com os outros e sobre os outros.

Soltar sons, como pássaros que anunciam a primavera, dar a conhecer o nosso contentamento, a nossa alegria ou a nossa momentânea euforia.

Rir…

Rir porque sentimos o sabor da vitória, encontramos alguém especial, ou porque perdemos um vício!

Rir para celebrar a vida e cada minuto da nossa existência, para festejar o que de muito ou pouco um dia nos traz.

Mas rir, sorrir e sentir que o universo se ilumina quando nos rimos. Saber que o mundo se transforma quando as nossas gargalhadas invadem os espaços, vazios ou cheios, pequenos ou grandes.

Rir porque se despertou do coma! Deixar que as piadas e com as piadas nos façam sentir a vida a percorrer nas nossas veias.

Rir faz bem! Rir cura! Rir é necessário para manter o equilíbrio mental! Rir protege-nos de envelhecer e de ser amargo!

Rir alto, tão alto para que nunca possamos esquecer que o riso é uma das melhores coisas da vida!

E nunca, nunca parar de rir mesmo quando a vontade não exista ou tenha desaparecido.

Riam - é gratuito, não dói e sabe tão bem.




Susana Cabral

 
Temas:
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 11:24  Comentar

De Susana Cabral a 27 de Setembro de 2009 às 16:58
Marcolino,

:D
:D
:D
:) :) :)




:) :D com beijos e queijos

De ©Marcolino Duarte Osorio a 27 de Setembro de 2009 às 06:13
Olá Susana!
Acho muitissimo bem que assim continue vida fora. Fiz, faço e farei rir e sorrir com o meu eterno conjunto de boa-disposição: O meu sorriso e o meu rir!
Bom domingo
Marcolino

De Susana Cabral a 26 de Setembro de 2009 às 12:44
Olá Marcolino

Eu há muito, mas há mesmo muito que deixei de me preocupar com os tais sisudos, prefiro ser eu a "incomodar" uma cara amarrada!
Desde tenra idade que sou apelidada de "maluca, doida" e nem imagina como isso me faz sorrir e rir à gargalhada.

Beijos e queijos

De ©Marcolino Duarte Osorio a 26 de Setembro de 2009 às 00:35
Belo texto, e um belissimo convite à nossa auto-estima. Por alguma razão existem as tais Escolas do Riso, divulgadas na cominicação social, principalmente em reportagens das Tv's.
Certissimo que devemos rir para celebrar a vida e cada minuto da nossa existência, para festejar o que de muito ou pouco um dia nos traz.
Mais certo seria, isso sim, se, quem ri, não fôsse alvo de criticas dos tais sisudos que nos destroem o riso e o sorriso, naturalmente natural, só porque se nos impôem à viva força, com seus conceitos da infusão da má disposição!

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
19

20
23
24
26

27
28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: