25.9.09

 


 


Rir…


Rir à gargalhada, rir até perder o fôlego.

Deixarmo-nos invadir por um dos melhores remédios - rir: até chorar, até deixar de sentir os músculos, até perder a noção do ridículo!

Sentir todo o corpo a dançar ao som das melodiosas e infindáveis gargalhadas! Deixar as endorfinas invadir a nossa mente e ficarmos completamente inebriados.

Rir de nós próprios, com os outros e sobre os outros.

Soltar sons, como pássaros que anunciam a primavera, dar a conhecer o nosso contentamento, a nossa alegria ou a nossa momentânea euforia.

Rir…

Rir porque sentimos o sabor da vitória, encontramos alguém especial, ou porque perdemos um vício!

Rir para celebrar a vida e cada minuto da nossa existência, para festejar o que de muito ou pouco um dia nos traz.

Mas rir, sorrir e sentir que o universo se ilumina quando nos rimos. Saber que o mundo se transforma quando as nossas gargalhadas invadem os espaços, vazios ou cheios, pequenos ou grandes.

Rir porque se despertou do coma! Deixar que as piadas e com as piadas nos façam sentir a vida a percorrer nas nossas veias.

Rir faz bem! Rir cura! Rir é necessário para manter o equilíbrio mental! Rir protege-nos de envelhecer e de ser amargo!

Rir alto, tão alto para que nunca possamos esquecer que o riso é uma das melhores coisas da vida!

E nunca, nunca parar de rir mesmo quando a vontade não exista ou tenha desaparecido.

Riam - é gratuito, não dói e sabe tão bem.




Susana Cabral

 
Temas:
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 11:24  Comentar

De Susana Cabral a 27 de Setembro de 2009 às 16:58
Marcolino,

:D
:D
:D
:) :) :)




:) :D com beijos e queijos

De ©Marcolino Duarte Osorio a 27 de Setembro de 2009 às 06:13
Olá Susana!
Acho muitissimo bem que assim continue vida fora. Fiz, faço e farei rir e sorrir com o meu eterno conjunto de boa-disposição: O meu sorriso e o meu rir!
Bom domingo
Marcolino

De Susana Cabral a 26 de Setembro de 2009 às 12:44
Olá Marcolino

Eu há muito, mas há mesmo muito que deixei de me preocupar com os tais sisudos, prefiro ser eu a "incomodar" uma cara amarrada!
Desde tenra idade que sou apelidada de "maluca, doida" e nem imagina como isso me faz sorrir e rir à gargalhada.

Beijos e queijos

De ©Marcolino Duarte Osorio a 26 de Setembro de 2009 às 00:35
Belo texto, e um belissimo convite à nossa auto-estima. Por alguma razão existem as tais Escolas do Riso, divulgadas na cominicação social, principalmente em reportagens das Tv's.
Certissimo que devemos rir para celebrar a vida e cada minuto da nossa existência, para festejar o que de muito ou pouco um dia nos traz.
Mais certo seria, isso sim, se, quem ri, não fôsse alvo de criticas dos tais sisudos que nos destroem o riso e o sorriso, naturalmente natural, só porque se nos impôem à viva força, com seus conceitos da infusão da má disposição!

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
19

20
23
24
26

27
28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: