20.8.10

 

A vida desenrola-se em espiral, figura significativa de que os assuntos são sempre semelhantes e passamos pelos mesmos estados, mas a consciência deles vai-se alargando e evoluindo, dando, a cada ciclo, uma nova perspectiva dos mesmos.
Existem na natureza vários ciclos biológicos, mas os mais conhecidos são os de 7 anos, findos os quais se renovam todas as células do organismo. Claro que isto é o mais nítido e constatável, precisamente quando se fazem 7 anos, depois 14, depois 21, 28, e por aí fora. A partir dos 35 o ritmo abranda e as mudanças são mais subtis, mas evidentes para quem estiver verdadeiramente atento.
Passo então a descrever, duma forma sintética, as 4 fases da vida:
 
Infância
A potência do sol de Verão.
A descoberta das coisas vitais e a inocência com que são encaradas.
Os primeiros desgostos e contrariedades, que conduzem às primeiras considerações.
A identificação com os pais e a tentativa de imitar comportamentos.
 
Adolescência
A promessa florida da Primavera.
A ilusão de tudo poder fazer.
As dores e alegrias do crescimento e a confrontação com os progenitores.
As primeiras dúvidas existenciais.
O esforço de tentar definir um estilo.
 
Idade Adulta
A beleza tranquila do Outono.
O confronto com a realidade e a concretização de alguns sonhos, assim como o desfazer de outros.
O apuro da personalidade e as suas consequências.
A afirmação do estilo na comunidade.
As preocupações de vida e sobrevivência.
 
Velhice
O sossego aconchegado do Inverno.
O desatar de algumas grilhetas e uma nova liberdade entreaberta.
O legado para os vindouros e a preparação para as novas limitações.
O balanço que define a alma e a mentalização para a partida.
 
Cristina Canavarro
 
Temas:
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 01:05  Comentar

Maputo | Moçambique

 pessoa(s) ligada(s)

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Articulistas

> Alexandra Vaz (PT)

> Ana Martins (PT)

> Cidália Carvalho (PT)

> Ermelinda Macedo (PT)

> Fernando Couto (PT)

> Fernando Lima (PT)

> Jorge Saraiva (PT)

> José Azevedo (PT)

> Leticia Silva (PT)

> Rui Duarte (PT)

> Sandra Pinto (PT)

> Sandra Sousa (PT)

> Sara Almeida (PT)

> Sónia Abrantes (PT)

> Tayhta Visinho (PT)

> Teresa Teixeira (PT)

Agosto 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
18
19
21

22
23
25
26
28

29
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Parabéns Ana Martins, uma abordagem bastante suges...
Obrigado Denise, embora sinta que tenha sido basta...
Muito bom !Explicou exactamente o que eu penso!!!
Concordo plenamente caro Dr. Sendi, o facto é que ...
Gostei muito do artigo .Estou plenamente de acordo...
Há uma força interior que nos orienta nas decisões...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: