18.2.11

 

Para se falar de Amizade com justiça, devemos recuar até aos tempos idos das nossas infâncias. Quem eram, na altura, os nossos amigos? Eram aqueles com quem partilhávamos as brincadeiras, que faziam parte dos nossos jogos imaginários do faz-de-conta e que nos ensinavam, todos os dias, a partilhar, a negociar, a rir e a chorar. Sim, porque os amigos também se zangam, gladiam-se, magoam-se e fazem-nos sofrer. Mas eram essas mesmas pessoas, os amigos, que sabiam lamber as nossas feridas com carinho e dizer sem qualquer orgulho ferido “És meu amigo e eu gosto muito de ti. Vamos brincar?”.
Quando somos mais crescidos, os amigos são aquelas pessoas com quem partilhamos e “condividimos” ideias, valores, ideais ou objectivos. São aquelas pessoas especiais a quem, lentamente, vamos baixando as nossas defesas deixando-as conquistar o nosso forte (in)seguro e religiosamente guardado. E vamos descobrindo que são essas pessoas que possuem um dom particular: o de nos chamar à razão, colocando a nú a cruel realidade dos nossos defeitos e debilidades, ao mesmo tempo que nos afagam o cabelo num gesto terno e nos segredam em confidência “Conheço as tuas falhas, mas sou teu amigo. Vamos conversar?”.
 
Os amigos são a família que o nosso coração vai criando ao longo do percurso que desenhamos na nossa vida. Por vezes a distância, as armadilhas do tempo, os insolúveis mal-entendidos ou tão-somente os caprichos da vida, afastam alguns amigos dos nossos rumos, mas o seu lugar único e distinto no nosso coração mantém-se intocável e eterno. Cada um deles deixa a sua marca e a impressão digital da sua Amizade. À minha família do coração, um sentido Obrigada. Obrigada por fazerem parte da minha vida e da pessoa que sou hoje…
 
Liliana Jesus
 
Temas:
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 02:05  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Fevereiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
19

20
21
23
24
26

27
28


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: