5.10.08

 


 


Nas notícias dos últimos dias sobre o fenómeno suicídio, como sempre, a comunicação social informa sobre ocorrências, ou sobre estudos à volta dessa temática, em modo mais ou menos sensacionalista, por vezes destaca alguns sinais de alerta, mas falha sempre no mesmo ponto: não informa aqueles que se sentem mal consigo, ou mal com os outros, aqueles imergem na solidão, como e onde poderão encontrar ajuda.


 


De que serve divulgar sinais de alerta quando depois, alguém identificando esses sinais em si, ou em alguém próximo de si, não sabe a quem recorrer, a quem pedir ajuda?


Como e onde avaliar o verdadeiro significado dos sinais detectados?


Como lidar com uma situação dessas?


 


E ainda bem que o blog do MiL RAZõES... tem ligações com os sítios na internet dos serviços de apoio emocional que existem no nosso país.


Esses serviços, todos com atendimento de voluntários preparados e treinados para comunicarem com pessoas, estejam elas apenas necessitadas de falar com alguém, ou estejam em crise profunda, são uma excelente porta de entrada para quem necessita de ajuda, mas tem dificuldades ou objecções em recorrer directamente a psicólogos ou a psiquiatras.


E todos esses serviços, se necessário, reencaminham para técnicos e serviços de saúde mental e com eles se articulam, complementando-os.


 


Espero o dia em que a comunicação social, quando noticiar um suicídio, quando divulgar um estudo, quando de alguma forma abordar este tema, não esqueça de, em simultâneo, informar onde e como podemos obter ajuda.


 


FCC

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 15:12  Comentar

De m.a. a 10 de Novembro de 2008 às 12:20
Vivemos numa Sociedade onde falar de Morte é tabú. Falar de tristeza é aborrecido...e tantos outras matérias...Vivemos desarticulados uns com os outros, poruqe o que importa é o Sucesso gerando a competitividade absurda.
O ser Humano continua esmagado na subcave do Social...

Reforço e cito "Espero o dia em que a comunicação social, quando noticiar um suicídio, quando divulgar um estudo, quando de alguma forma abordar este tema, não esqueça de, em simultâneo, informar onde e como podemos obter ajuda."

m.a.


De Cidália a 5 de Outubro de 2008 às 15:52
É de facto uma lacuna. Os órgãos de comunicação social dão, "gratuitamente" as noticias sobre suicídio, como que, a única coisa importante a reter fosse a de "mais um suicídio ".
Deveriam ser apontadas na própria notícias meios eficazes de ajuda no sentido de prevenir o suicídio . E realço meios eficazes. Ainda ontem uma noticia num dos canais de televisão, referia o suicídio relativamente recente de uma jovem adolescente e remetia para um site onde os pais dessa jovem tentam ajudar em situações semelhantes. A minha dúvida vai para a ajuda eficaz que estes pais possam dar. Não estarão eles a precisar de ajuda para ultrapassar uma situação tão dramaticamente marcante? Como se sobrevive à perda de um filho/a desta forma tão violenta?

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

28
30
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: