13.3.17

Water-MartinWinkler.jpg

Foto: Water – Martin Winkler

 

O acaso é tramado. Foi ele que nos apresentou. Deu-nos a conhecer um ao outro, sem ele próprio antever no quão profundo isso se tornaria. Mas o acaso também é trapaceiro e malandro: tira em igual medida que dá e, hoje, ao acaso junta-se a distância.

Hoje, o acaso deu-nos a distância de sermos duas ilhas separadas por um oceano que nos parece imenso. Mas nem essa quantidade de mar abalou a primeira cumplicidade que se sentiu, apenas, nos nossos olhos. Sim, as palavras vieram depois. Ah, as palavras! E com as palavras a partilha, o conhecimento do ser, a descoberta do ser que quer ser só contigo. Se o acaso nos apresentou, a distância foi a responsável por nos juntar.

Descobriste-me o mundo, aquele que fui e que vou sendo; descobri-te o mundo que és e vais querendo ser. Sossegámos os gritos ensurdecedores, mas silenciosos, de ser-se quem se é e que habitam nas profundezas de algo obscuro, que guardámos nem sabemos onde. Os segredos mais íntimos, não partilhados, agora revelados e descobertos nas palavras escritas à distância.

E porque sossegaram esses gritos? Porque ousamos partilhá-los um com o outro nesse mundo onde nos libertamos do peso de ser quem somos.

Agora, o grito silencioso que ecoa é o da distância, esse que percorre todo o mar que nos separa e que acaba na onda que banha a areia dessa praia. Por enquanto, resta-nos o eco daquilo que poderia ter sido. Também pode ter-se saudade daquilo que não aconteceu, não pode?

 

Sandra Sousa

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Março 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
16
18

19
21
22
23
25

26
28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: