17.8.15

WomanInTheShadow-GorgeHodan.jpg

Foto: Woman In The Shadow – Gorge Hodan

 

Quando temos consciência daquilo que se passa à nossa volta e de grande parte do que se passa “dentro” de nós, estamos acordados, em estado de vigília; o estado do lado de luz da nossa vida. Neste estado vivemos continuamente experiências, atribuídas pela perceção, que nos permitem dizer que estamos conscientes. O córtex cerebral encontra-se ativado. Este é o conceito de consciência integrado na avaliação do estado mental das pessoas.

Prestar atenção e perceber aquilo que nos rodeia obedece à presença de algumas funções de forma sequencial: 1º - é necessário que estejamos em estado de vigília; 2º - é necessário que se preste a atenção necessária ao fenómeno e este processo é muito complexo; 3º - é necessário haver compreensão do fenómeno e este processo também é muito complexo. Estes acontecimentos neurofisiológicos funcionam em todas as pessoas de forma similar, mas a verdade é que aquilo que nos rodeia, apesar do estado de vigília, nem sempre é alvo da mesma atenção e compreensão.

A consciencialização torna-se fundamental para existir mudança. Esta está relacionada com o reconhecimento de uma experiência ou de um fenómeno, que se suporta no conhecimento e na perceção dos mesmos. A ausência de consciência do fenómeno poderá significar que a pessoa não inicia a consciencialização e, portanto, não é empurrado para a mudança, ou para a ação.

Apesar de estarmos em estado de vigília, no lado de luz da vida e, deste modo, estarmos conscientes, a consciencialização nem sempre acontece... a consciencialização social; a consciencialização moral; a consciencialização política… mas, cada vez mais, a consciência(lização) dos fenómenos e das experiências é necessária! Às vezes é mais cómodo “andar” no lado de sombra da vida… talvez seja o “sistema imunitário” que pede!

 

Ermelinda Macedo

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Agosto 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
20
22

23
25
27
29

30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: