18.5.16

Child-AdinaVoicu.jpg

Foto: Child – Adina Voicu

 

Era uma vez uma menina chamada Ana que tinha apenas 3 aninhos. Num certo dia de chuva, a mãe decidiu ir com ela e com o seu irmão de 1 ano ao parque encantado do centro comercial mais próximo. Daria assim aos seus filhos uma tarde diferente de brincadeira, apenas porque o seu maior desejo é que eles estejam bem e felizes.

No parque, a Ana portou-se lindamente, tal como em todo esse fim-de-semana. Ao passar por um quiosque repleto de Minnies e Mickeys, a Ana exclamou “Que Minnie tão linda!”. A mãe ficou à espera da frase seguinte que seria “Dás-me uma?”, mas essa pergunta não chegou. Então, como a Ana estava a portar-se tão bem, decidiu dar-lhe essa prendinha apenas porque era domingo.

Quando pediu para a menina escolher o boneco, a Ana arregalou os olhos e deu-lhe um grande sorriso, que a mãe recebeu como se fosse o maior tesouro. Então ela escolheu o Mickey, que passou a ser o seu inseparável amigo.

 

No dia seguinte, a Ana pediu para levar o seu novo amigo para a escolinha para conhecer a sua professora e todos os seus amigos.

A meio da tarde, a mãe recebe um telefonema da professora avisando que a Ana foi mordida na bochecha porque mordeu as mãos de um colega. Ligou porque aquilo estava tão feio, vermelhão, com ferida e a ocupar a bochecha toda que a mãe se assustaria ao ir buscar a filha.

À noite, conversaram sobre o que se passou e a Ana contou-lhe que um colega, o seu grande amigo da escola, queria brincar com o Mickey e ela não deixou, mordendo-lhe os dedos da mão, ao que ele reagiu e mordeu a bochecha. Ora, ao perceber qual era o colega, a mãe explicou à Ana que era um dos meninos que não tem mãe nem pai, vive num sítio que tem muitos meninos e algumas pessoas a cuidar deles. “Porquê?”, perguntou a Ana. De forma simples, a Ana ficou a saber que o seu colega não teria a sorte dela em ter um Mickey ou outros bonecos só para ele. E assim adormeceu, com o seu Mickey nos braços.

 

No dia seguinte, a Ana estava muito atarefada a arranjar as coisas para a escola e disse à mãe “Hoje o Mickey vai à escola e o ursinho Ted também para o meu amigo brincar com o Mickey e eu com o Ted.” A mãe recebeu esta iniciativa com muito orgulho.

Lá foram para a escola e rapidamente a Ana foi à procura do seu amigo para brincar com ele, com o Mickey e o ursinho Ted.

Nesse final de dia, ainda no carro, a Ana contou como tudo correu bem e o seu amigo ficou muito contente por poder brincar com o Mickey, que iria dormir novamente consigo.


Sónia Abrantes

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

>Alexandra Vaz

>Ana Martins

>Cidália Carvalho

>Ermelinda Macedo

>Fernando Couto

>Jorge Saraiva

>José Azevedo

>Leticia Silva

>Maria João Enes

>Rui Duarte

>Sandra Pinto

>Sandra Sousa

>Sara Almeida

>Sara Silva

>Sónia Abrantes

>Teresa Teixeira

Maio 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
19
21

22
24
26
28

29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: