17.11.14

Paisagem.jpg

 

Quando iniciei a leitura da obra “Natureza e espírito – uma unidade necessária”, de Gregory Bateson, já há alguns anos, tudo me parecia estranho, no sentido em que não percebi logo para que me interessavam as anémonas-do-mar, as florestas, as estrelas-do-mar, a física, a cibernética e a matemática, para um fenómeno que me propunha estudar mais profundamente: a educação para a saúde.

De um momento para o outro vi-me a fazer abduções, no conceito mais puro de Bateson, que me trouxeram alguma lucidez. Percebi que Bateson é extraordinário na forma como liga (abstratamente e concretamente) todos os seres vivos entre si a partir de um ser vivo concreto. O padrão que liga permite ter uma visão estética das coisas e do mundo, enfrentando-os com reconhecimento e empatia, encarando-os numa perspetiva ampla e sistematicamente relacional. Para Bateson, o comportamento humano é analisado sob o ponto de vista sistémico e relacional, atendendo à perspetiva de causalidade circular, usando o mecanismo desta para perceber o comportamento e as relações do homem com o mundo e no mundo. Bateson entende a “coisa viva” em interação contínua com o mundo. A coisa viva não é resistente à mudança: ou corrige a mudança, ou se modifica para ir de encontro à mudança, ou incorpora a mudança em si própria.

Pedindo ajuda a Bateson, diria que o UM liga-se ao OUTRO e este ao OUTRO… e este ao MUNDO através do padrão que liga, sempre numa perspetiva ampla e sistematicamente relacional, tornando-se preciso relacionar as coisas num MUNDO onde o UM apenas faz parte dele e, chamar a esta relação uma visão estética é verdadeiramente necessário. Parece ser neste contexto que o conhecimento, a educação e a aprendizagem (todo o tipo de aprendizagem) acontecem. Eu concordo com Bateson! (pensando que percebi o pensamento de Bateson até onde a minha mente (espírito?) me permitiu).

 

Ermelinda Macedo

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 10:00  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Novembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
18
20
22

23
25
27
29

30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: