17.5.17

Silence-AlexandrIvanov.jpg

Foto: Silence – Alexandr Ivanov

 

O silêncio é, muitas vezes, o único argumento e um apontamento de liberdade; a liberdade do outro e a minha liberdade. Tenho momentos em que me apetece ouvir o silêncio: momentos em que preciso de estar sozinha; momentos em que visito os que me deixaram; momentos em que as palavras só iriam prejudicar o desenrolar do acontecimento. O silêncio vindo de mim são paragens de discurso e do pensamento centrado na minha vida e acontecem, ou deveriam acontecer, em diversas situações quotidianas, quer profissionais, quer pessoais. O silêncio na interação com os outros e na ajuda ao outro é uma ferramenta poderosa; ajuda a ajudar. É um sinal de respeito pelo outro que necessita de ser ouvido e que descodifica as suas dificuldades. Para isso, eu preciso de ter momentos de abertura e de colocar nesta interação o meu silêncio. Ouvir, ouvir e escutar implica o meu silêncio. Estas paragens nem sempre acontecem com facilidade, justamente nas pessoas que são treinadas para falar, para emitir opinião e para apontar soluções.

 

A formação ensinou-me estes princípios, mas a experiência de vida ajudou-me a sedimentar esta ideia. Temos diversos tipos de conhecimento; o conhecimento formal, que me indica que o silêncio é uma componente da comunicação necessária; o conhecimento pessoal vindo da minha experiência que me ajuda a desenvolver este pressuposto; e o conhecimento ético que me informa que tenho um dever: o dever de ouvir/escutar as pessoas e de as ajudar. O silêncio ajustado e trabalhado a cada situação nem sempre pode ser substituído por qualquer outro elemento da comunicação… porque, por vezes, só o silêncio ajuda!

 

Ermelinda Macedo

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 07:30  Comentar

Maputo | Moçambique

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Maio 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
16
18
20

21
23
25
27

28
30
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
gostei muito do tema artigo inspirado com sabedori...
Não podia concordar mais. Muito grata pelo comentá...
Dinheiro compra uma cama, mas não o sono...Compra ...
Caro Eurico,O cenário descrito neste artigo enquad...
Grande artigo, que enquadra-se com a nossa realida...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: