De Júlia a 5 de Março de 2009 às 01:17
Sem fugir à triste realidade do Igor, que procurou longe a sua oportunidade para dar conforto à sua família, temos muitas vezes bem perto de nós gente abastada e tremendamente só! Para estes o seu caminho será reavaliar necessidades, para o Igor a tarefa será mais difícil!