De Anónimo a 6 de Fevereiro de 2012 às 12:30
Prevenir o suícidio requer outra abordagem.

Convide o suicida a comunicar.

Ofereça uma tábua de salvação real.

Textos de ligeirezas poéticas sobre o assunto são um convite efectivo ao suicídio.

De Cidália Carvalho a 7 de Fevereiro de 2012 às 00:13
Obrigada pelo seu comentário com o qual concordo em quase tudo.
Comunicar com o suicida, falar com ele sobre o suicídio ajuda a distanciá-lo do ato.
Mas já no que respeita a oferecer uma tábua de salvação real, sabe o Anónimo qual a tábua que serve a cada suicida? Ou entende que a tábua de salvação é do seu entendimento, do seu ponto de vista? Se sim, se entende saber qual a tábua de salvação será que é também essa a solução que o suicida vê para ele mesmo???
Também concordo que abordar estes temos com ligeireza poética pode potenciar o que se quer evitar, mas onde é que viu poesia neste texto?
A pertinência das suas observações possibilita debater o tema, por isso, sinta-se à vontade para voltar sempre que queira.


De Samuel Prado a 5 de Fevereiro de 2012 às 13:30
SUICÍDIO


Havia em mim uma vintena de gerações,
Assim pelo menos,
E nessa manhã, vá-se lá saber porquê,
Uma janela deixada aberta talvez,
Alguém se atirou para o vazio.

Então subitamente todos eles
Se puseram a saltar
Uns atrás dos outros,
À bicha, como que fazendo a chamada
Sobre um trampolim,
Segundo o princípio da desintegração dos carneiros.

Em menos de uma hora e meia
Encontrei-me totalmente despido, sem nada,
E de vergonha atirei-me para o vazio também eu,
Devo ter morrido à altura do quarto andar,
Ao décimo, em todo o caso,
A coisa estava consumada.

Tudo isto,
É um mero passante,
Quem vo-lo conta,
Um de entre nós,
Melhor dizendo,
Que terá talvez caído menos mal.




marin sorescu

De Cidália Carvalho a 6 de Fevereiro de 2012 às 23:47
Obrigada pelo poema!
O efeito de imitação pode estar presente no suicídio, mas como diz outro poeta :" há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não" ou que cai menos mal...

De Cidália Carvalho a 23 de Maio de 2009 às 13:47
Olá Pink Poison!

Fazemos da prevenção do suicídio a nossa prioridade. Pode ver, aqui ao lado que já realizamos um simpósio sobre o tema e estamos a preparar um outro.

Isto quanto a nós, e quanto a si, o(a) Pink Poison, não quer falar-nos mais sobre as suas tendências suicídas num ambiente confidencial?
Escreva-nos para sos.vozdeapoio@sapo.pt, não tenha receio de julgamentos, não os fazêmos, conte com a nossa total aceitação.
Se preferir também nos pode ligar 225506070
Nota: os contactos estão aqui ao lado na Voz de Apoio.

Fique bem e obrigada pelo seu comentário!

De pink poison a 22 de Maio de 2009 às 20:39
Eu tenho tendências suicidas. Este assunto deve ser debatido, só assim serão evitadas mortes de vidas que podem ser fantásticas.

De Júlia a 7 de Fevereiro de 2009 às 01:00
Só para dizer que passei por cá.
O Blog continua muito interessante.
Bem haja para quem se dedica a estas causas.