De Marion Marques a 18 de Novembro de 2014 às 17:01
Gostei muito do artigo .

Estou plenamente de acordo .

Marion

De Jose Carlos F. Pereira a 27 de Outubro de 2014 às 17:16
Mais um bom artigo Sendi! Eu partilho numa linguagem mais simplificada que a fórmula do sucesso é um conjunto de bons juízos de valor repetidos ao longo do tempo, assim como a fórmula do insucesso é um conjunto de maus juízos de valor repetidos ao longo do tempo. É simples mas não é fácil!
Mas como fórmula (melhor chamar modelo) tem regras, obriga a conhece-las bem, a um bom auto-conhecimento e capacidade para as colocar em prática (acção) com um boa análise do enquadramento e capacidade de liderança para utilizar o processo de influência – em poucas palavras, “sucesso é conseguir o que queremos”.
Com quem mais aprendi foi com Napoleon Hill – entrevistou 16.000 empresários de sucesso em 25 anos (apadrinhado pelo Andrew Canargie) – características que podem ser desenvolvidas em qualquer um (com método). Numa primeira fase persistência e depois muita consistência e disciplina! Abraço

De Cidadão Atento a 28 de Outubro de 2014 às 10:47
Certamente José Carlos, concordo absolutamente consigo.
Gostei particularmente da génese do seu argumento, uma abordagem simplista mas consistente: sucesso é o conjunto de bons juízos de valor repetidos ao longo do tempo.
Em velocidade cruzeiro e numa fase de maturidade do ciclo de desenvolvimento da racionalidade, o instinto e intuição ocupam espaço no comité decisório do nosso processo cognitivo, graças as experiências adquiridas e consolidadas.
Obrigado pelo seu contributo!
Abraço

De Dário Pessa a 27 de Outubro de 2014 às 16:05
Correcto. Estou plenamente de acordo!!
O foco é certamente a 1ª regra de Sucesso acompanhada do Optimismo, que por vezes sentimos uma sensação de amargura em algumas etapas de nossas vidas que são as mais difíceis e complicadas mas quanto mais próximos estamos, a firmeza e a fé oscilam, parecendo um teste da parte divina, se realmente o que está por vir será bem recebido e estimado e será uma modificação plena ou será simplesmente o inverso.

Melhores Cumprimentos

De Cidadão Atento a 28 de Outubro de 2014 às 10:53
Há uma força interior que nos orienta nas decisões que tomámos, das menos às mais complexas. A quantidade de neurónios que participam é variável, menos nas decisões rotineiras e maior volume nas decisões estratégicas.
O foco exige conhecermos a nós próprios e as regras básicas que devemos respeitar para manter altos níveis de concentração e de foco.
Abraço